06 setembro 2017

SETEMBRO AMARELO, A MELHOR FORMA DE PREVENIR O SUICÍDIO É FALAR SOBRE

Para muitos não parece agradável refere-se a quem se matou ou quem tentou se matar, seja por valores religiosos ou culturais, ou ambos os casos. Mas tentar entender o que faz uma pessoa cometer tal ato, conversar e levantar discursões sobre o assunto faz-se necessário, desta forma muitas outras vidas podem ser salvas.




Suicídio é um caso de saúde publica, a morte voluntária é a segunda maior causa de óbito no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS),cerca de 800 mil pessoas tiram a própria vida todo ano. Enquanto você ler esta postagem alguém pode esta cogitando ou tirando a própria vida. 

Todos nós temos um amigo conhecido, ou parente que já foi vitima de suicídio. Sim, vitima! Embora ouçamos que tentar contra a própria vida desqualifica o ser humano, com afirmações que seja falta de Deus ( fato que faz com que o assunto seja negligenciado) nestes casos a pessoa é vitima de se mesma. A presença de um transtorno psiquiátrico, em especial a depressão é a causa da maioria dos casos.

Depressão é um assunto sério, e deve ser diagnosticada e tratada como qualquer outra doença, muitos desconhecem o assunto e não procuram ajuda quanto mais falarmos sobre o assunto mais vidas serão salvas. Segundo a OMS, 90% das pessoas que se suicidam apresentavam algum desequilíbrio, como depressão, transtorno bipolar, dependência de substâncias e esquizofrenia – e 10% a 15% dos que sofrem de depressão tentam acabar com a vida. 

Por este motivos ações voltadas para conciêntização fazem-se necessárias e aproveitando o ensejo do dia 10 de setembro ser o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, o mês todo é voltado para esta causa com a campanha Setembro amarelo, com o objetivo de falar do assunto fazendo com que as pessoas se identifiquem e busquem ajuda, pois o primeiro passo para a prevenção é falar sobre, sem medos, sem receios, sem tabus.


Fontes: OMS (Preventing Suicide: A Global Imperative), http://www.setembroamarelo.org.br