15 julho 2017

KELL SMITH, MÚSICA - ERA UMA VEZ, RESGATANDO O REFINAMENTO NA MPB

Quando ouvi a música; Era Uma Vez, pela primeira vez, fiquei extasiada, queria repetir várias vezes, é esta sensação que uma música boa nos trás.  A artista, filha de um casal de pastores missionários evangélicos,  trás o refinamento na qual vem sendo deixado de lado pela música brasileira.

foto reprodução

Há músicas hoje, que alcançam grandes sucessos e movimentam milhões para o artista e demais pessoas envolvidas, muitas vezes consideradas "músicas chicletes", que em alguns casos nem letra tem no refrão, sendo apenas sons com junções de algumas sílabas, ou rimas previsíveis, em um arranjo com poucas ou nenhuma variação, que podem até durar um ano, um pouco mais ou bem menos na mídia, mas logo caem no esquecimento, pois estas possuem tão pouco conteúdo que tornam-se  descartáveis.


A MPB que faz parte da nossa realidade atual, é apenas voltada para vender, a mensagem o conteúdo a poesia até mesmo a rebeldia trazidas nas músicas de artistas como Cazuza e Renato Russo não ganham respaldo nas composições. Kell Smith de 23 anos que tem como grande influência em sua carreira artistas como Elis Regina, nos presenteia e resgata a qualidade da música brasileira com letras bem escritas e mensagens que envolvem e transportam; é o caso do single - Era uma vez.

 Não queremos e nem podemos desmerecer os artistas no cenário atual, tem algumas exceções. Vale lembrar que valorizar a cultura é bem mais que produzir o que o povo gosta, é fazer o povo gostar do que é bom; se não for produzida músicas mais refinadas, não haverá cultivo do interesse, e de fato existe música boa produzida em longa escala, apenas não ganham tanto espaço na mídia grande influenciadora da cultura de massa.  No entanto hoje temos a internet onde esses artistas podem divulgar seu trabalho, kell smith está no Spotify onde quem tem acesso ao aplicativo pode ouvir mais músicas ,  no youtube e em outras plataformas, também podemos saber um pouco mais sobre a artista.


Kell Smith- foto reprodução


Kell é versátil consegui ir de um extremo a outro sem sair de sua essência. seu primeiro sucesso - Respeita as Mina; "[...]Respeita as mina/Toda essa produção não se limita a você/Já passou da hora de aprender/Que o corpo é nosso nossas regras nosso direito de ser".  Possui caráter mais intenso e engajada em uma mistura de rip hop com pop.

Em Era uma vez a artista trás o seu lado doce, falando de saudade de um tempo que não volta mais, onde as dores eram mais simples.



"[...]Dá pra viver Mesmo depois de descobrir que o mundo ficou mau
É só não permitir que a maldade do mundo
Te pareça normal
Pra não perder a magia de acreditar na felicidade real
E entender que ela mora no caminho e não no final
É que a gente quer crescer
E quando cresce quer voltar do início
Porque um joelho ralado
Dói bem menos que um coração partido
É que a gente quer crescer
E quando cresce quer voltar do início
Porque um joelho ralado
Dói bem menos que um coração partido."


Em entrevista a rádio NOVA BRASIL FM a cantora fala sobre suas inspirações para compor a música :
Na realidade “Era uma vez” surgiu de uma conversa em casa, porque eu tenho uma equipe de composição, eu falo… Eu tenho minha empresaria, minha assessora, minha backing vocal… Então, como eles moram comigo, na maior parte do tempo, nós compomos juntos. A música era para ser sobre saudades, só que ai todo mundo começou a falar sobre a saudade da infância, sobre como era bom antes de ter crescido como todo mundo quer e “Era uma vez” surgiu desse pensamento em comum, tava todo mundo falando tanto da mesma coisa, do mesmo ponto, que não tinha como escrever sobre saudades de uma outra forma, ai surgiu “Era uma vez”.

Se você ainda não ouviu falar de Kell Smith, ainda vai ouvir, música boa deve ser valorizada e divulgada a jovem com seu talento já começa a deixar de ser promessa para ser realidade no cenário musical brasileiro.