16 agosto 2016

NASCEMOS JÁ SENTENCIADAS


Somos julgadas por nossas roupas, modo de portar – se, pela cor do batom. Se queremos ser vistas com respeito somos obrigadas a esconder o máximo possível nossas curvas, gestos como sentar, falar devem ser dosados para não parecer vulgar, de modo geral temos que esconder nossa feminilidade, como se fosse um desrespeito a sociedade, julgamento este que não é feito só por homens, na maioria dos casos é feito pelas próprias mulheres. Esses estigmas nos limitam e nos aprisionam.

   



Já nascemos culpadas, somos criadas para ter vergonha, não se expor demais, se preservar de todas as maneiras. Falar de sexo é um tabu, e quando falamos somos tratadas como vulgar. Aos homens desde pequenos são ensinados a mostrar sua virilidade, falar de sexo é quase uma necessidade.


O casamento é visto como uma obrigação, não como uma opção, em nossa sociedade a mulher de certa idade que ainda não se casou enxerga-se como uma fracassada. Já o homem, se permanece solteiro, é porque não teve tempo de fazer sua escolha.



Sabemos que os homens também sofrem vários preconceitos e opressão, são obrigados a sempre dar comprovação de masculinidade, sofrem por ser negros, pobres, mas com tudo isso eles ainda tem o “privilégio” de ser homem. A mulher já nasce sentenciada pelo simples fato de ser mulher.




Um obrigada especial as mulheres lindas que cederam suas fotos para embelezar ainda  mais nosso blog.